Vocação e profissão: Há diferença entre elas?

Uma dúvida que particularmente surge entre jovens e adolescentes, e que pode até gerar certa confusão, é: discernir uma vocação é o mesmo que escolher uma profissão? Em um primeiro momento, pode parecer que as palavras vocação e profissão possuem o mesmo significado, no entanto são coisas distintas. Porém, ambas podem apontar para a mesma direção. Calma, vamos explicar melhor!

Vocação é um chamado Divino

A vocação está diretamente relacionada ao ser: pai/mãe, sacerdote, religioso(a). É um chamado que recebemos de Deus para uma missão específica. Desse modo, a vocação é vivida a partir de uma perspectiva comunitária, nos doamos gratuitamente em prol do Reino de Deus. Nesse sentido, compreender a vocação é descobrir sua missão no mundo.

A vocação é única, ninguém é chamado a viver o sacerdócio e o matrimônio ao mesmo tempo. Já no que diz respeito à profissão, uma pessoa pode muito bem desempenhar duas ou até mais.

A profissão está relacionada a algo que desejamos fazer. É uma escolha particular que fazemos a partir de uma aptidão que temos para alguma atividade. Desse modo, a profissão nos garante o próprio sustento e o de nossa família, é um meio pelo qual contribuímos com a sociedade e para o progresso da humanidade.

Vocação e profissão apontam para a mesma direção

Agora o que você precisa mesmo saber é que um chamado vocacional não anula uma escolha profissional. A sua missão vocacional em prol do reino de Deus, pode inclusive, te ajudar no processo de escolha da sua profissão.

Portanto, existe um laço que une profissão e vocação. Ambas são lugar de serviço ao próximo. Vivemos nossa vocação na Igreja servindo aos irmãos, assim como no serviço da nossa profissão nos dedicamos a tornar a vida do outro melhor. Foi o que aconteceu com Santa Gianna Beretta Molla, que na juventude desejou ser missionária, mas que foi chamada por Deus para um outro tipo de missão: ser mãe, esposa e médica.

Não obstante sua escolha profissional, Santa Gianna participou ativamente na Igreja e desempenhou um trabalho importante junto à Associação Católica Feminina, um movimento que promovia retiros espirituais sobre a temática da fé e da vida cristã. Já no ofício de sua profissão, ela se dedicou ao atendimento de idosos abandonados que não possuíam recursos para procurar por um médico. Ela cuidou dos seus pacientes como quem cuida do próprio Jesus. “Quem toca o corpo de um paciente, toca o corpo de Cristo”, dizia.

Por outro lado, São Francisco de Assis, um jovem comerciante que desejava ser cavaleiro, foi chamado por Deus para a vida religiosa. Sua vocação era servir ao próximo como cavaleiro do Senhor, levando a paz e o amor de Deus por onde quer que fosse. Diferente do que aconteceu com Santa Gianna, São Francisco abdicou do seu trabalho para uma missão totalmente nova para ele. Como irmão religioso, Deus o chamou ao serviço da Sua Igreja. 

Trabalho é dom de Deus

São Josemaria Escrivá via o trabalho como um dom de Deus. Ele escreveu que o trabalho “é testemunho da dignidade do homem, do seu domínio sobre a criação”, independente de qual seja ele.

Por sua vez, São José, chamado por Deus a ser pai adotivo de Jesus, viveu santamente seu ofício de carpinteiro. Na realização do dom do seu trabalho, ele é modelo para os que buscam na profissão mais do que um meio de sustento, mas um meio de servir ao Senhor. “Tudo o que fizerdes ao menor dos meus irmãos, a mim o fazeis” (Mt 25,40).Sabiamente, São Josemaria também nos traz uma perspectiva santificadora do trabalho. Ele diz: “ao ser assumido por Cristo, o trabalho apresenta-se-nos como uma realidade redimida e redentora: é, não só o âmbito em que o homem vive, mas também meio e caminho de santidade, realidade santificável e santificadora”.

6 thoughts on “Vocação e profissão: Há diferença entre elas?”

  1. Que linda definição de profissão e vocação, com certeza nas duas podemos servir a Deus e aos irmãos. Exercendo nosso ofício com zelo, dedicação e honra. Muito obrigada, Deus os abençoe, louvo a Deus por ter descoberto a congregação de vocês, através de uma busca sobre aprender mais sobre a vida de São José e da indicação do Padre Paulo Ricardo

  2. Vendo todo esse contexto do que é um chamado vocacional em que o candidato vai até um centro formador religioso, ou a pessoa se casa e ele sua mulher e família desenvolvem e exercem serviços na paróquia ao qual participa, seja dando aula de catequese, participante de serviços da liturgia das missas ao Domingos, como leitura da Bíblia nas missas, coletas e acolhimentos na portas da igreja antes da celebração Dominical da Santa Missas ou em e outros serviços da igreja como pastorais e etc.
    O que vale lembrar que um chamado que a pessoa tem dentro e resolve atender e descobrir qual o seu papel na sociedade e vem se tornar padre , descobrindo isso acredito eu que a pessoa será feliz por ter descoberto o tem dentro de si e realizando será feliz, como, já ouvimos dizer que vocação acertada é futuro feliz e eu acredito nisso seja a pessoa realizar isso em sua vida seja como um padre um leigo que se casou e que ele e sua família se dispõe em prestar serviços nos trabalhos da igreja, todo homem Deus dispões de um plano de salvação e restauração em sua vida ofericido a todos seja quem for diferente uns dos outros ao Deus nos dá a cada um de nós ainda no ventre de nossas mãe quando viemos a esse mundo . Deus nos dá o sopro da vida e ao mundo viemos com uma missão dentro de nós gerida ainda no ventre de nossa mãe e que cada um deve descobri-la e assim a realiza-la, e que pra isso aconteça o individuo deve descobrir o que é, que veio é o que ele tem que realizar no mundo seja na escola, na igreja ,no trabalho mas pra que isso aconteça é necessário cada um descobrir qual sua função em vida o que se caracteriza com sua personalidade humane e que vai lhe tornar feliz, , sendo assim uma chamado atendido tanto por um padre, um leigo, um pai de família, mas em que a pessoa descobriu o desejo que aflorava dentro de si e assim venha realizar a função ao Deus o confiou e venha realizar essse trabalho como amor dedicação e responsabilidade e alegria e fé em servir Deus e ao próximo. Acredito eu que o termo Vocare palavra que vem do Latim em que a pessoa descobre pra realmente veio a esse mundo e descobrir poder descobrir em vida que tem algo a ser feito e se assim o fizer o tornará feliz e de grande valia e ajuda ao próximo . Acredito que ser um padre religioso e algo peculiar que o homem recebe o chamando de Deus dentro de si e que resolve atender essa chamativa divina e ao atender vai trabalhar pra igreja na propagação do evangelho e salvação de cristo ofertada a todo homem, mas esse trabalho exige do servo de Deus normas e regras a serem cumpridas desempenhadas do mesmo modo em que um pessoa vai trabalhar em outro setor professional do mercado de trabalho. A mim a função desempenhada por um padre exige o cumprimento de normas, horários, regras igual as outras funções exercidas por outra pessoa seja um médico, professor ou outras áreas professional do mercado de trabalho, a função de um padre religioso nas atividades ao qual tem que exercer são similares ou até mesmo igual as normas e obrigações ao qual um trabalhado tem que exercer e cumprir, mas com fins diferentes que é propagar a palavra de Deus e salvação de cristo ao homem, atendendo assim o chamado que cristo quando aqui esteve no inicio primário da igreja onde chamou os 12 discípulos em que os chamou a segui-lo e afirmou que os faria pescadores de homens e vida a Deus.

  3. Vejo vocação como um chamado divino ao qual uma pessoa se disponha com um desejo árduo que inflamava dentro de si em trabalhar nas coisas direcionada á Deus, como um Sacerdote, um religioso, uma vocação podemos assim dizer que é um chamado ao qual faz ao homem e ele sentindo esse desejo dentro de passa a ter inquietude dentro e assim procura descobrir esse chamado divino que sente dentro de si e assim e quando esse processo começa, começa a descobrir dentro de si que se o desejo que sente no seu ser é se formar padre e trabalhar na igreja no propagação e divulgação do evangelho e a salvação de jesus cristo as pessoas em ajuda e visitas de todo conhecido e aprendizado que adquiriu na sua etapa formativa antes de vir se tornar um sacerdote, uma função que requer disciplina compromisso, cumprir normas, obrigações e seguir preceitos impostos pela santa e madre igeja católica apostólica romana, essa funções são diretrizes a ser seguida similares a de um trabalhador comum ou até mesmo um médico, juíz, professor ou quaisquer profissão do mercado de trabalho mas com fins diferentes que é dar continuidade ao trabalho que o filho unigênito de Deus Jesus cristo deu inicio que é levar a palavra de Deus e sua salvação e ensinamentos as pessoas, sendo assim cristo no inicio primitivo da igreja proferiu sobre os 12 discípulos os chamando a segui-lo e faze-los pescador de homens e resgatar vidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *