Calendário

Ano de São José 2020-2021

A Carta Apostólica do Papa Francisco apresenta a atualidade da pessoa de São José com o objetivo de “aumentar o amor por este grande Santo, para nos sentirmos impelidos a implorar a sua intercessão e para imitarmos as suas virtudes e o seu desvelo” (Patris corde). Dessa maneira, “todos os fiéis terão a possibilidade de se empenhar, com orações e boas obras, para obter com a ajuda de São José, chefe da família celeste de Nazaré, conforto e alívio nas tribulações humanas e sociais que hoje atormentam o mundo contemporâneo” (Decreto da Penitenciaria apostólica – 8.12.2020).

Nós Oblatos de São José devemos nos empenhar e utilizar os nossos recursos, humanos e estruturais, para tornar visível no Guarda do Redentor, “um sustentamento e um guia nos momentos de dificuldades” (Patris corde, 1). “Para tal objetivo, o Conselho Geral criou uma Comissão de Coordenação buscando a colaboração entre os confrades envolvidos em várias realidades e com competências diversificadas no âmbito teológico, pastoral e social. A tarefa principal dessa Comissão é de envolver os confrades e o povo de Deus, por meio de iniciativas gerais com disponibilização de notícias e de subsídios, por meio do uso dos meios de comunicação e de canais sociais” (circular de 6 janeiro 2021).

Este calendário é fruto do trabalho desenvolvido pela Comissão de Coordenação do Ano de São José, cujos membros se reuniram por meio on line no dia 17 de dezembro (2020) e 13 de janeiro (2021).

Dezembro 2020
Janeiro 2021
Fevereiro 2021
Março 2021
Abril 2021
Maio 2021
Junho 2021
Julho 2021
Agosto 2021
Setembro 2021
Outubro de 2021
Novembro de 2021
Dezembro de 2021

Dezembro 2020

São José Patrono da Igreja universal

“O Filho do Onipotente veio ao mundo assumindo a condição de grande fragilidade. Quis necessitar de São José para crescer, ser defendido, protegido e cuidado por ele. Deus tem confiança neste homem, assim como Maria que encontra em José aquele que não apenas quis salvar a sua vida, mas também se encarregará sempre dela e do Menino. Neste sentido, São José não pode deixar de ser o Guardião da Igreja, porque a Igreja é o prolongamento do Corpo de Cristo na história e ao mesmo tempo, na mater-nidade da Igreja, espelha-se a maternidade de Maria”. (Patris corde 5).
– “Caminhemos com São José e rezemos uns aos outros; o nosso Santo patrono nos obtenha de Deus para todos, todas as graças oportunas” (São José Marello, C 234)
– “Antes e depois da Festa de São José de 1891 – Ecoa o antigo convite do Faraó: Ide a José. Marello faz seu esse convite e dirige a todos os seus Filhos, convidando-os a aumentar a Família dos devotos de São José. Também nós, pensemos nesses dias na grande Família Josefina Marelliana e todos nos recomendemos a São José” (Pe. Dalmaso)

8 – Sexta feira: Imaculada Conceição da Bem-Aventurada Virgem Maria
– 150° do Patrocínio de São José
– O Papa Francisco lança o Ano de São José
– Decreto da Penitenzieria Apostolica

25- Sexta-feira: Natal do Senhor
– “Vemos Jesus nascer naquela escura e mísera gruta na pobre companhia de Maria e de José. Tudo é decadente, pobre, melancólico e o nosso coração sofre com esta cena. Mas eis que de repente a luz celeste vem iluminar com grande luminosidade aquela gruta escura e imensos coros de anjos vêm dar glória ao Verbo encarnado e a cantar o Glória in excelsis Deo…” São José Marello, Ensinamentos 13.1.89 pg 89)

27- Domingo: Sagrada Família
-“São José e Maria SS formam juntos um só coração, animados do mesmo espírito que era o espírito de Jesus” (São José Marello – Ensinamentos 15.3.89, pg 60)

 

Janeiro 2021

– “Do mesmo modo àquilo que Deus realizou com Maria, quando lhe manifestou o seu plano de salvação, assim também revelou a José os seus desígnios; e o fez por meio dos sonhos, que na Bíblia, como junto a todos os povos antigos, eram considerados como um dos meios com os quais Deus manifesta a sua vontade” (Patris corde, 3)

1º Quinta-feira: Solenidade de Santa Maria Mãe de Deus
– “E Maria? Sem ela, mãe amorosíssima, como teremos forças para caminharmos, pobres crianças, por caminhos inexplorados?” (São José Marello, C. 26)

6- Quarta-feira: Epifania do Senhor
– “Os primeiros adoradores do Menino Jesus: Maria e José” (São José Marello, C. 251)
– Partida dos primeiros Oblatos para o Peru (1948)
– Intenções de orações para a Província Santo Toríbio de Mongrovejo

13- Quarta-feira: Reunião da Comissão e com representantes das Províncias

23- Sábado: Santos Esposos Maria e José
– “Hoje é a Festa dos esponsais e rezemos aos Santos Esposos Maria e José que nos sejam de exemplo e de auxílio”. (São José Marello, Ensinamentos 23.1.87, pg 319).
– “No pensamento do Marello, os Santos Esposos eram antes de tudo, ´um exemplo e uma ajuda´ para a vida comunitária dos Irmãos de São José e era uma das festas das mais vivenciadas da Comunidade. Juntamente com este primeiro significado se acrescenta, com sempre maior urgência, o dever de propor os Santos Esposos Maria e José como modelos para as famílias cristã”. (Pe. Dalmaso)
– Início do biênio da espiritualidade de comunhão
– Entrega da Congregação (sob a proteção) de São José
– Intenções de oração para a Província Holy Spouses (USA)
– Indulgências plenárias para os Oblatos, as Oblatas e Leigos Josefinos Marellianos

26- Terça-feira: Fundação dos Irmãs Oblatas de São José
– As Oblatas de São José nasceram como coroação do sonho de São José Marello que tentou fundar, ao lado do ramo masculino, uma Congregação feminina com a mesma espiritualidade (Pe. Dalmaso, Biografia do Bem-Aventurado José Marello, pg 1134-1137). O seu projeto não teve prosseguimento devido a sua nomeação episcopal, que o impediu de realizar esta sua intuição, porém ele colocou tudo nas mãos da Providência Divina(ibid). Assim, em 1994, no XIII Capítulo Geral dos Oblatos de São José, foi oficializado o nascimento das Oblatas de São José como ramo feminino da Congregação “para que a espiritualidade josefino-marelliana possa ser vivida também por mulheres consagradas, enriquecendo a Igreja com este dom de santificação e de apostolado, que se inspira em São José, o Guarda do Redentor” (Resolução capitular XX)

 

Fevereiro

– Reflexão: São José Pai amado

-“São José é um pai que sempre foi amado pelo povo cristão…”. “A confiança do povo em São José está contida na expressão “ite ad Joseph”, que faz referência ao período de carestia no Egito, quando o povo pedia pão ao Faraó e ele respondia: “Ide ter com José; fazei o que ele vos disser” (Gn 41, 55)”. (Patris corde, 1).
– “Recomendemo-nos ao glorioso São José, guia e mestre da vida espiritual. Modelo de vida escondida. Ele também se encontrou nas nossas mesmas condições na sua vida familiar, sempre empenhado no trabalho e no sustento da Família. Imitemo-lo na prática dessas virtudes escondidas e comuns, que são tão queridas a Deus” (São José Marello, Ensinamentos, 15.3.89, pg 60).
– Esta é a nossa espiritualidade
– Oração pessoal e comunitária
– Constituições Art – Oração comunitária

02- Terça-feira: Apresentação do Senhor – Dia Mundial da Vida Consagrada
– “Toda a verdadeira vocação nasce do dom de si mesmo, que é a maturação do simples sacrifício. Mesmo no sacerdócio e na vida consagrada, requer-se este género de maturidade. Quando uma vocação matrimonial, celibatária ou virginal não chega à maturação do dom de si mesmo, detendo-se apenas na lógica do sacrifício, então, em vez de significar a beleza e a alegria do amor, corre o risco de exprimir infelicidade, tristeza e frustração.” (Patris corde, 7).
– “Quem entra a fazer parte da Congregação dos Oblatos de São José, deverá renunciar ao mundo e a si mesmo, para se consagrar inteiramente a Deus com a observância dos santos Mandamentos e à prática dos Conselhos evangélicos, para imitar dessa maneira a São José que foi o primeiro modelo de vida religiosa, tendo continuamente diante de seus olhos aquele Exemplar Divino que o Eterno Pai por sua misericórdia quis enviar ao mundo a fim de que ensinasse o caminho do Céu” (Regras 1892,1)
– Consagração batismal
– Renovação do dom de si a Deus na profissão religiosa

13- Sábado: Noite Severino – comemoração de Pe. Severino Dalmaso – aniversário de sua morte: Santa Missa e encontro
– Programação na Casa Geral presencial e transmitida por zoom, às 15h de Roma.

17- Quarta-feira de Cinzas: Dia de penitência: Jejum e abstinência de carne.
– Aniversário de Ordenação episcopal de São José Marello na igreja da Imaculada, Via Vêneto- Roma, 1889

18- Quinta-feira: Início do mês de São José:
– Iniciativas pessoais de estudo (31 dias – o Mês de março – dedicado a São José (versão brasileira: Com São José, na estrada de Jesus – 31 dias em oração. Pe. Tarcísio Stramare). Orações e caridade.

 

Março

– “Peçamos a São José nesse mês de março a familiaridade íntima com Jesus. São José é o patrão da casa de Nazaré e também de mim e dessa casa” (São José Marello, Ensinamentos, 1.3.88, pg 186)

– Reflexão: São José Pai na ternura

– ”A ternura é a melhor forma para tocar o que há de frágil em nós. Muitas vezes o dedo em riste e o juízo que fazemos a respeito dos outros são sinal da incapacidade de acolher dentro de nós mesmos a nossa própria fraqueza, a nossa fragilidade”. (Patris corde,2).
– “Associemo-nos a Jesus e consolemos o seu terno Coração: Jesus abraça a ovelha desgarrada, coloca-a sobre os ombros, cuida de seus ferimentos colocando o seu bálsamo divino; também o pastor dessa terra terá os seus bálsamos e unguentos, mas o seu poder é muito limitado; Jesus, ao contrário, pode tudo e os bálsamos que ele aplica pelas mãos dos sacerdotes no sacramento da penitência, têm a capacidade de curar qualquer ferimento” (São José Marello, Ensinamentos, 4.7. 86, pg 295).
– Experimentar a misericórdia do perdão de Deus
– Perdoamos o irmão?
– Para isso é importante encontrar a misericórdia de Deus, sobretudo no sacramento da penitência, fazendo uma experiência de verdade e ternura.

01- Segunda-feira INÍCIO DA PRESENÇA DOS OBLATOS DE SÃO JOSÉ NA POLÔNIA (1980)
– Intenções de orações para a Província Divina Misericórdia – Polônia

10- Quarta-feira: Início da Novena de São José
– Sugere-se a preparação e a utilização de Novenas de São José escritas pelos confrades.

12- Sexta-feira: 15h (horário italiano)
– 1º Encontro Internacional dos Clérigos professos – via zoom

14- Domingo: Aniversário da Fundação da Congregação – 1878
-Intenções de orações para toda a Congregação e em particular para a Província São José Marello (Itália)

16- Terça-feira a 18 Quinta-feira, das 15h às 16h: Tríduo Inter congregacional via zoom em preparação à Solenidade de São José

18- Quinta-feira: Vigília da Solenidade de São José
– dia de mortificação e de penitência: “Como auxílio à oração, pratiquem-se tempos prolongados de recolhimento e de silêncio e a austeridade nas refeições” (RG 24)

19- Sexta-feira; Solenidade de São José
– Entrega da Congregação (sob a proteção) de São José
– Indulgência Plenária para todos os Oblatos, as Oblatas e os Leigo Josefinos Marellianos

20- Sábado: Tarde Stramare: Comemoração de Pe. Tarcísio Stramare. 1º aniversário de sua morte. Santa Missa e encontro
– Programa na Casa Geral presencial e transmitido via zoom às 15h (horário de Roma)

25- Quinta-feira: Solenidade da Anunciação do Senhor
– “Festa da SS. Anunciação e por participação também de São José que inadvertidamente recebeu de Deus tantas graças em comum com a sua esposa, embora ignorando o mistério” (São José Marello, C. 212)

26- Sexta-feira precedente ao Domingo de Ramos: Lembrança do primeiro comunicado da Aprovação Pontifícia da Congregação e do Voto feito pelo Conselho Superior nessa ocasião (1909)
– Indulto: Pode ser celebrada a Santa Missa em Memória da B.V das Dores

28- Domingo: Domingo de Ramos

 

Abril

– Reflexão: São José Pai na obediência

– ”No segundo sonho, o anjo dá esta ordem a José: “Levanta-te, toma o menino e sua mãe, foge para o Egito e fica lá até que eu te avise, pois Herodes procurará o menino para o matar» (Mt 2,13). José não hesitou em obedecer, sem se questionar sobre as dificuldades que encontraria: «E ele levantou-se de noite, tomou o menino e sua mãe e partiu para o Egito, permanecendo ali até à morte de Herodes” (Mt 2, 14-15). (Patris corde, 3).

– “A prosperidade de uma Congregação depende em tudo da obediência; por isso, como cada confrade deve procurar o bem da Congregação, assim, lembramos o conselho que Cristo pede a todos aqueles que desejam segui-lo, de negar a si mesmo, (o Oblato) não terá nada de mais caro que a obediência”. (Regras 1892,4)
– Fazer um exame sobre os princípios aprendidos no Noviciado sobre a prática da obediência em nossa vida

01- Quinta-Feira Santa– Início do Tríduo Pascal

02- Sexta-Feira Santa

4- Domingo de Páscoa: RESSURREIÇÃO DO SENHOR

17- Sábado: Encontro de formação para os Irmãos (15h horário de Roma – via zoom)

25- Domingo: JORNADA DE ORAÇÕES PELAS VOCAÇÕES
– “A Casa de São José é a nossa proposta vocacional para nos fazer verdadeiros discípulos de Jesus: “No meio do povo cristão não faltam aquelas almas que também hoje se distanciariam do mundo por amor a Jesus Cristo. Conhece por acaso algumas dessas almas que se sintam inclinadas a irmanar-se com outras para poder dizer com São Pedro: Deixamos tudo e te seguimos?” (São José Marello, C. 107) “Está aberta a Casa de São José” (C. 108).

 

Maio

– Reflexão: São José Pai trabalhador

– “Um aspecto que caracteriza São José e que foi colocado em evidência desde a primeira Encíclica social, a Rerum Novarum de Leão XIII, é o seu relacionamento com o trabalho. São José foi um carpinteiro que trabalhou honestamente para garantir o sustento de sua família. Com ele Jesus aprendeu o valor, a dignidade, a alegria do que significa comer o pão como fruto do próprio trabalho” (Patris corde, 6)

– A vida de São José foi totalmente voltada para o trabalho e para os exercícios de piedade e na oração, disciplinando a vontade de querer se dedicar completamente ao trabalho para manter o menino Jesus e Maria. Tal deve ser a vida dos Oblatos de São José, um entrelaçamento de vida de piedade, estudo e trabalho (Regras 1892,6).

– “Piedade, estudo e trabalho: um programa que exige uma vida organizada e um empenho constante. Em outras palavras, podemos dizer: vida de oração, formação permanente e apostolado”. (Pe. Dalmaso).

1º – Sábado: São José Trabalhador – Festa litúrgica- Profissões
– Colocação da Congregação sob a proteção) de São José
– Indulgência Plenária para os Oblatos, Oblatas e os Leigos Josefinos Marellianos

6- Quinta-feira: Partida dos primeiros Oblatos para a Bolívia
– Intenções de orações para a Delegação da Bolívia

7- Sexta-feira: Aniversário da Carta Apostólica como “Motu Proprio” “VOS ESTIS LUX MUNDI” (para evitar o abuso sexual em geral e especialmente dos menores)
– “O acolhimento de José convida-nos a receber os outros, sem exclusões, tal como são, reservando uma predileção especial pelos mais frágeis, porque Deus escolhe o que é frágil (cf. 1Cor 1, 27), é ´pai dos órfãos e defensor das viúvas´. (Sal 68, 6) e manda amar o forasteiro”. (Patris corde, 4).

13- Quinta-feira: Decreto de União com os Oblatos de São José de Kodungallur (1982): – Intenção de oração para a Província Saint Thomas da Índia

16- Domingo: ASCENÇÃO DO SENHOR

20- Quinta-feira: Início da Novena de São José Marello
– Sugere-se a utilização da Novena de São José Marello. É aconselhável preparar novos subsídios.

23- Domingo; PENTECOSTES – Indulgência plenária para os Oblatos, as Oblatas e os Leigos Josefinos Marellianos

26- Quarta-feira: Início do Tríduo de São José Marello

28- Sexta-feira: Vigília da Solenidade de São José Marello.
-Dia de mortificação e penitência
– “Como auxílio à oração pratiquem-se tempos prolongados de recolhimento e de silêncio e de austeridade nas refeições”. (RG 24)
– NB: Quando não é possível celebrar a Solenidade transfere-se para o primeiro dia livre de uma das celebrações elencadas na tabela das precedências nos números 1-8. Por isso, a celebração da Solenidade de São José Marello, não sendo possível celebrá-la no dia 30 de maio (SS. Trindade), se transfere para o dia precedente, sábado, dia 29.

29- Sábado: Solenidade de SÃO JOSÉ MARELLO
– Indulgência plenária para quem visitar uma de nossas igrejas ou capelas e rezar o Pai nosso e o Credo nas intenções do santo Padre (Enchir. Indulgentiarum, 68)

30- Domingo: SS. TRINDADE

 

Junho

– Reflexão: São José Pai da coragem criativa

– “José é o homem por meio de quem Deus cuida dos primórdios da história da redenção; é o verdadeiro «milagre», pelo qual Deus salva o Menino e sua mãe. O Céu intervém, confiando na coragem criativa deste homem que, tendo chegado a Belém e não encontrando alojamento onde Maria possa dar à luz, arranja um estábulo e prepara-o de modo a tornar-se o lugar mais acolhedor possível para o Filho de Deus, que vem ao mundo (cf. Lc 2, 6-7)”; Patris Corde,5).

– Confirmando o lugar central de São José na História da Salvação, o papa Francisco mostra como Deus escolheu o poder criativo dos mais humildes para derrubar a lógica opressora da força e do poder. “Precisa pedir a São José igualdade de espírito, ele que era sempre igual a si mesmo e dirigia Jesus, Sabedoria do Pai” (São José Marello, Ensinamentos – 20.5.84, pg 147)

6- Domingo: SS. CORPO E SANGUE DE CRISTO
– “Quando vamos comungar, pensemos que Jesus vem a nós como uma pequena criança; então rezemos a São José que nos ajude a acolhê-lo como quando ele o tinha em seus braços” (São José Marello, Ensinamentos- “Sentenças morais”, pg 218-219)

11- Sexta-feira: SANTÍSSIMO CORAÇÃO DE JESUS
“O coração de Jesus é o meu santuário” (São José Marello, Ensinamentos- pg 214).
– “Para a imitação de São José os Oblatos procurarão ter uma terna devoção ao Sagrado Coração de Jesus e se empenharão em propagar o reino fazendo-o conhecer e amar, especialmente no seu Sacramento de Amor, recebendo-o o máximo que puder e ajudando que ele seja recebido pelos outros”. (Regras, 1892, 1, RG 3)
– Encontro formativo dos noviços e postulantes (15h, hora de Roma- via zoom)
– Tema: São José amigo e guarda do Sagrado Coração
– Indulgência plenária para os Oblatos, Oblatas e os Leigos Josefinos Marellianos
– Costumes tradicionais aconselhados: Adoração Eucarística, Ladainha do Sagrado Coração, Oração para a santificação dos Sacerdotes e Procissão

12- Sábado: (15h, horário de Roma)
– Palestra sobre o Capítulo Geral como expressão de comunhão da Congregação- Presencial na Casa Geral e via zoom para todos os confrades

14- Segunda-feira até 19-Sábado: Conselho de Congregação (Paestum ou via zoom)

25- Sexta-feira: (10 am horário de Roma) – Encontro formativo para os clérigos (em inglês) via zoom

26- Sábado (15h horário de Roma) – Encontro formativo para os clérigos(em espanhol, italiano e português) via zoom

 

Julho

– Reflexão: Pai no acolhimento

– José acolhe Maria sem colocar condições. Confia nas palavras do anjo “A nobreza do seu coração fá-lo subordinar à caridade aquilo que aprendera com a lei; e hoje, neste mundo onde é patente a violência psicológica, verbal e física contra a mulher, José apresenta-se como figura de homem respeitoso, delicado que, mesmo não dispondo de todas as informações, se decide pela honra, dignidade e vida de Maria. E, na sua dúvida sobre o melhor a fazer, Deus ajudou-o a escolher iluminando o seu discernimento” (Patris corde,4).

– “Não se pode imitar São José sem honrar e amar a sua dileta esposa Maria; por isso, cada Irmão deve ter uma filial confiança em Maria, tendo-a em consideração de Mãe caríssima e recorrendo a ela em cada necessidade”. (Regras 1892,1)

– “Cada um tome as próprias inspirações de seu Modelo São José que foi o primeiro na terra a cuidar dos interesses de Jesus, ele que o guardou criança e na infância o protegeu como pai” (São José Marello, C. 83). “São José quis ser tão humilde a ponto de não ser considerado ninguém, mantendo-se sempre silencioso e escondido, enquanto todos os méritos ele os atribuía à sua esposa”. (Ensinamentos, 13.1.89, pg 92)

Aniversário do Primeiro Capítulo Geral 1921(25-29 julho 1921)

– Resoluções do 1º Capítulo Geral
– Construção do Santuário São José (Asti)
– Associação dos Colaboradores Leigos
– Revista Joseph (primeiro número publicado em janeiro 1922)

12 – Segunda-feira: 90º Aniversário da Dedicação do SANTUÁRIO DE SÃO JOSÉ – Asti
– Casa Mãe- Solenidade. Para as outras casas – Memória. – Indulgência plenária para a Família Josefina.

16- Sexta-feira: PARTIDA DOS PRIMEIROS OBLATOS PARA AS FILIPINAS
-Intenções de orações para a Província St. Joseph (Filipinas)

24- Sábado: Encontro dos Leigos Josefinos Marellianos via zoom

 

Agosto

– Reflexão: São José Pai na Sombra

– “José, em relação a Jesus é a sombra sobre a terra do Pai Celeste: o guarda, o protege, não se cansa jamais dele para seguir os seus passos. Pensemos àquilo que Moisés lembra a Israel: ´Neste deserto (…) vistes o Senhor, vosso Deus, conduzir-vos como um pai conduz o seu filho, durante toda a caminhada que fizeste até chegar a este lugar´ (Dt 1, 31). Assim José exerceu a paternidade durante toda a sua vida” (Patris Corde,7).

– “São José quis ser tão humilde a ponto de não ser considerado ninguém, mantendo-se sempre silencioso e escondido, enquanto todos os méritos ele os atribuía à sua esposa. Oh sim, ele que salvou Jesus das mãos daquele cruel Herodes aqui na terra, deseja salvar as nossas almas das insidiosas iras daquele inimigo infernal e nos obterá esta bonita virtude da humildade”. (São José Marello,13.1.89, pg 92)

11- Quarta- feira
– Encontro com os confrades via zoom; Palestra sobre a Redemptoris custos + Patris corde (inglês). (15 h, horário de Roma)

15- Domingo: ASSUNÇÃO DA BEM-AVENTURADA VIRGEM MARIA

18- Quarta-feira: Palestra sobre a Redemptoris custos + Patris corde (espanhol) (15h, horário de Roma)

 

Setembro

– Reflexão: São José e São José Marello

– “Na próxima Solenidade do meu Patrono São José recomendarei mais vivamente ao guarda fiel da Sagrada Família, aquela da qual eu me tornei Pai e sobre a qual como sobre todas as outras da Cristandade obteve de Deus o Patrocínio. Tenha ele um olhar de predileção para as almas que lhe são particularmente devotas … que de maneira particular procuram copiar em suas comunidades os santos exemplos da Família de Nazaré”. (São José Marello, C. 170)

– “Dom José Marello logo depois de ordenado bispo, respondia a uma religiosa da diocese de Acqui, a qual tinha lhe dado os parabéns pelo dia de São José. O seu olhar se estendia sobre a nova diocese na qual estava para entrar e sobre toda a cristandade, para deter-se em particular sobre as pessoas religiosas ´que buscavam copiar em suas comunidades os santos exemplos da Família de Nazaré´. Rezemos a São José que proteja de maneira particular a nossa Congregação e todas as nossas Comunidades, as Comunidades das Oblatas de São José e todos os membros da Família Josefina Marelliana” (Pe. Dalmaso).

8-22 setembro: Curso de Espiritualidade (com palestra das 15h-17.h30min) pelo zoom
Proposta para Itália: Peregrinação com Marello à Roma e Pompei

14- Terça-feira: EXALTAÇÃO DA CRUZ, vigília da Memória da Bem-Aventurada Nossa Senhora das Dores. Dia de mortificação e de penitência:
– “Como auxílio à oração, pratiquem-se tempos prolongados de recolhimento e de silêncio e a austeridade nas refeições” (RG 24)

15- Quarta-feira: BEM-AVENTURADA NOSSA SENHORA DAS DORES
– Padroeira das nossas vocações
– “Maria nos tem todos unidos em seu seio como filhos naquele momento solene, e quanto mais lhe custamos, mais ela começou a nos amar com intensidade e ardor. A medida da sua dor, foi, portanto, a medida do seu amor. Assim a Mãe tanto amou o mundo que deu o seu filho unigênito”. (São José Marello, Ensinamentos, 7.4.89, pg 115).

17- Sexta-feira: PARTIDA DOS PRIMEIROS OBLATOS PARA O BRASIL (1919)
– Intenções de orações para a Província Nossa Senhora do Rocio (Brasil)

19- Domingo: Aniversário de Ordenação sacerdotal de São José Marello na Catedral de Asti, 1868

23- Quinta-feira: Palestra sobre a Redemptoris custo + Patris corde (italiano), pelo zoom

24- Sexta-feira: BEM AVENTURADA VIRGEM DAS MERCÊS
Hoje pode ser celebrada a memória (facultativa) da Bem-aventurada Virgem das Mercês
– Este título mariano é dedicado ao Santuarietto del Vallone (Antignano d´Asti), muito querido ao nosso Fundador, tanto é verdade que neste quis celebrar a sua segunda Missa, no dia 21 de setembro de 1868, depois de que muitas vezes quando era criança e como seminarista se dirigia ali para rezar sozinho ou com os seus familiares. Em seguida (1882) ele comprou o pequeno Santuário del Vallone e o confiou aos seus “filhos” para que cuidassem dele e o tornassem um lugar de oração à Maria.
– Sugere-se celebrar a Santa Missa votiva em honra de “Maria Virgem das Mercês”. (encontra-se no missal mariano, “Missas da Bem-Aventurada Virgem Maria”, n. 43)

26- Domingo: Aniversário de beatificação do Fundador em Asti (1993)

 

Outubro

– Reflexão: São José Educador do coração no pensamento do Marello.

– “O crescimento de Jesus ´em sabedoria, em idade e em graça´(Lc 2,52) se deu no âmbito da Sagrada Família sob os olhos de José, que tinha a grande incumbência de “criar”, ou seja, de alimentar, de vestir e de instruir Jesus na lei e em uma profissão, de conformidade com os costumes atribuídos ao pai”(RC 21).

– “Um pai sente que completou a sua ação educativa e viveu plenamente a paternidade, apenas quando se tornou “inútil”, quando vê que o filho se torna autônomo e caminha sozinho pelas sendas da vida, quando se coloca na situação de José, que sempre soube que aquele Menino não era seu: fora simplesmente confiado aos seus cuidados. No fundo, é isto mesmo que dá a entender Jesus quando afirma: “Na terra, a ninguém chameis ´Pai´, porque um só é o vosso ´Pai´, aquele que está no Céu (Mt 23, 9) ´”. (Patris Corde,7)

– “Cultivar apenas o intelecto não basta e frequentemente traz danos se ao mesmo tempo não se educa cristãmente o coração[…] Educar uma pessoa é iluminá-la com a luz da verdade, dimensioná-la no sagrado fogo do divino amor, guiá-la para o caminho do bem para a sua eterna saúde” (José Marello, carta pastoral 4, 4.2.1892)

– No mês de outubro, INDULGÊNCIA PLENÁRIA para quem rezar devotamente ao menos uma terça parte do Rosário na igreja, em família, em comunidade ou em um encontro espiritual.

Em outras circunstâncias, lucra-se a Indulgência parcial (Enchiridion Indulgentiarum, 17)
– Simpósio envolvendo a Universidade de Roma

6- Quarta-feira: Retiro sobre São José – todos os confrades (pelo zoom)
– Simpósio sobre São José (Brasil) (pelo zoom)
– Encontro de Pastoral educativa (pelo zoom)

17- Domingo: JORNADA MISSIONÁRIA MUINDIAL
– “Que coopera para a propagação da fé realizando obras de misericórdia socorrendo infelizes em suas necessidades espirituais e temporais… terá a suprema das misericórdias” (São José Marello, Carta pastoral 7, 8.2.1895)

 

Novembro

– Reflexão: O carisma de imitar São José

– “Cada um tome as próprias inspirações do seu modelo São José, que foi na terra o primeiro a cuidar dos interesses de Jesus: ele no-lo guardou criança, protegeu-o menino, fez-lhe o papel de pai nos primeiros trinta anos de sua vida na terra… Ó São José, Guarda de Jesus e nosso Protetor, acolhe-nos como seus companheiros nos ministérios que merecestes assumir na terra” (São José Marello, C. 83).

– “A Companhia de São José de 1872 foi a primeira obra josefina do nosso Fundador e é a primeira vez com aparece em seus escritos a expressão paulina do cuidado dos interesses de Jesus (Cfr Fl 2,20) aplicando-a a São José, que por primeiro dedicou a sua vida e tudo de si mesmo aos cuidados de Jesus. Nós somos chamados a assumir o ministério de anunciar Jesus, e, como verdadeiros Oblatos, devemos realiza-lo imitando São José”. (Pe. Dalmaso).

INDULGÊNCIA PLENÁRIA EM BENEFÍCIO APENAS DOS FALECIDOS
01 A 08 DE NOVEMBRO: Visitar o cemitério e rezar pelos falecidos. 02- DE NOVEMBRO: Visitar uma igreja e rezar o Pai Nosso e o credo nas intenções do santo Padre
– São José, Patrono da boa morte
– “São José, provedor da Sagrada Família, sabe empregar bem os dons de sua família de devotos em suas necessidade do dia a dia, até que não a tenha conduzida às portas do céu”(São José Marello, C. 235)

3- Quarta-feira: Lembrar os confrades e benfeitores falecidos – Organizar na Província:
– Todo ano, em nossas comunidades, seja celebrada uma Santa Missa para todos os confrades falecidos e para os benfeitores (RG25).

4- Quinta-feira; PARTIDA DOS PRIMEIROS OBLATOS PARA O MÉXICO (1951)
– Intenções de orações para a Província “Nossa Senhora de Guadalupe”.

9- Terça-feira: DEDICAÇÃO DA BASÍLICA LATERANENSE – Festa
– INÍCIO DA MISSÃO FOS OBLATOS NA NIGÉRIA (1990)
– Intenções de orações para a Província “Our Lady Queen of Nigeria”

10- Quarta-feira a 12 Sexta-feira: Encontro dos formadores – Estudo da Ratio Fornationis – pelo zoom

13- Sábado: SANTO ESTANISLAU KOSTKA, religioso
– Nos Seminários Menores: FESTA. Nas demais casas: MEMÓRIA OBRIGATÓRIA
– Comum dos Santos – Próprio da Congregação

14- Jornada Mundial dos Pobres
– “O Senhor em sua generosidade, prefere muitas vezes estar atrás e dar uma mão aos outros e fazer os atos de caridade passar antes daqueles de piedade ou melhor, se digna atribuir aos primeiros também o valor e o mérito dos segundos” (São José Marello, C. 231).

19- Sexta-feira: EREÇÃO DA PIA UNIÃO DOS COOPERADORES LEIGOS JOSEFINOS (1921):
– Intenções de orações para os Leigos Josefinos Marellianos
-Encontro sobre a dimensão social para os confrades, leigos e voluntários

21- Domingo: JESUS CRISTO, REI DO UNIVERSO

25- Quinta-feira: 20º Aniversário de Canonização do Fundador

26- Sexta-feira: SÃO JOÃO BERCHMANS, religioso
– Nos nossos Noviciados: FESTA. Nas demais casas: MEMÓRIA OBRIGATÓRIA

27- Sábado, ou 28 Domingo: encontro Internacional dos Jovens
– Simpósio sobre São José na Itália

 

Dezembro

– Reflexão: Nós Oblatos de São José segundo o Pai Fundador

– “Quem por qualquer razão não possa aspirar ao estado eclesiástico ou religioso, e, todavia, deseja seguir de perto o Divino Mestre com a observância dos conselhos evangélicos, está aberta a Casa de São José, onde, retirando-se com o propósito de permanecer escondido e silenciosamente operoso, na imitação do grande Modelo de vida pobre e escondida, terá meio de se tornar verdadeiro discípulo de Jesus Cristo”. (São José Marello).

– “É o ponto de chagada das aspirações josefinas de São José Marello. É o ponto de partida da Congregação dos Oblatos de São José. Está delineada claramente a finalidade que é Jesus, e o modelo para se conseguir que é São José. Estão especificadas as virtudes próprias de São José por meio de dois advérbios e três adjetivos de qualificação: de maneira escondida, silenciosamente, operoso, vida pobre e obscura. Meditar um por um ajuda a nos colocarmos em sintonia com o Fundador, que fez o programa para a nossa vida”. (Pe. Dalmaso)

8- Encerramento do Ano de São José
– A ser programado