O Santuário de Guadalupe se prepara para celebrar a data da Rainha Eterna e Efetiva de Ourinhos (SP)

A Virgem Maria reconhecida com o título de Guadalupe, é Rainha de Ourinhos há 61 anos com um Decreto e Lei Municipal

Coordenação Pascom Santuário Nossa Senhora de Guadalupe, Ourinhos-SP, Juliana Neves

O mês de dezembro está batendo na nossa porta e com o mês chega muita alegria, confiança, oração e devoção em nosso Santuário. O motivo é pela data da celebração à Nossa Senhora de Guadalupe que será no dia 12. Dia dedicado à nossa padroeira, a Rainha de Ourinhos. Aliás, é um título que completa 61 anos na mesma data.

Para celebrar como a Virgem Maria merece, no dia 3 de dezembro inicia a Novena de Nossa Senhora de Guadalupe. O nono dia é o 11 e será encerrada com uma linda coroação, tradição da comunidade em coroar a imagem de Guadalupe com uma coroa de puro ouro fabricada há 61 anos. Material que foi doado pelos leigos para marcar o Decreto que deu à Virgem Maria o título de Rainha do município.

Coroação do ano de 2021, com a missa presidida pelo Padre Marcelo Ocanha OSJ. Foto: Pascom Santuário Guadalupe.
Coroação do ano de 2021, com a missa presidida pelo Padre Marcelo Ocanha OSJ. Foto: Pascom Santuário Guadalupe.

Sendo assim, para cada dia da Santa Missa da Novena, o pároco, Padre Bennelson da Silva Barbosa, OSJ, convidou alguns padres da região e Oblatos de São José a estarem presentes e serem os sacerdotes principais de cada dia da novena.

O primeiro dia é de responsabilidade do Padre Marco Antônio da Paróquia São José, ele é da Diocese de Ourinhos e reside em Santa Cruz do Rio Pardo-SP; O segundo e terceiro dia ficará por conta do Padre Bennelson, o nosso pároco; O quarto dia será o Padre Renan Assumpção da Paróquia São Luiz Gonzaga, da Diocese de Ourinhos; Depois, o próximo dia é por conta do Padre Rivanildo G.Pereira da Paróquia São João Batista, da Diocese de Ourinhos; O sexto dia também é o sacerdote da casa, o Padre Geraldo Alvarenga, vigário do nosso Santuário; O sétimo dia receberemos a visita do Padre Marcelo Ocanha OSJ do Santuário Santa Edwiges, São Paulo-SP; Quase no último dia, a Santa Missa será presidida pelo Padre Cesar de Paulo Braga da Paróquia Nossa Senhora do Carmo, Londrina-PR; Por fim, o nono dia e coroação será com o padre Mauro Negro OSJ, Provincial dos Oblatos de São José, Curitiba-PR. E no dia 12 de dezembro, a Santa Missa será Solene em honra à Guadalupe com a presença de Dom Eduardo Vieira dos Santos, Bispo da Diocese de Ourinhos.

Vale lembrar que o nosso pároco, padre Bennelson, preparou nove podcasts para ser ouvidos em cada dia da novena em preparação a Santa Missa à noite, em seu Canal Humanizar. Arquivos em áudios que você pode ouvir pelo aplicativo do canal ou na plataforma Spotify. É só baixar e aproveitar de todo o conteúdo diferenciado e espiritual preparado com muito carinho para todos.

Vale lembrar que a Novena será às 19h30 de segunda a sexta-feira, 17h aos sábados e 19h aos domingos, bem como vai ter transmissão ao vivo em todos os dias. Além de dois eventos sociais que irão agregar valor a toda programação em celebração ao mês da padroeira. Nos dias 3 e 4, a partir das 17h até às 22h, em frente à Igreja, será realizada a Feira de Natal com música ao vivo; e no dia 10, o Show de Prêmios com premiação de R$1.500,00, R$1.000 e R$500,00 e show do Zé Roberto com o repertório de músicas do Padre Zezinho. Para acompanhar cada detalhe da Novena e programação completa, é só nos acompanhar nas mídias sociais: @santuarioguadalupeouri no Facebook e Instagram, e Santuário Guadalupe Ourinhos-SP no Youtube.

Oblatos de São José

A congregação dos Oblatos de São José chegou ao Brasil em 1919. O primeiro local de trabalho foi o litoral do Paraná. Após a Segunda Guerra Mundial, uma leva de missionários dos oblatos viajaram para o sudoeste do estado de São Paulo.

A principal comarca era a cidade de Salto Grande e Campos Novos Paulista, no estado paulista. A presença das ferrovias em Ourinhos foi o que atraiu os olhares dos missionários. Assim, resolveram instalar o primeiro Seminário da Congregação dos Oblatos do Brasil e da América Latina.

Com a chegada dos novos padres, começaram a dedicar suas forças aos trabalhos para a Nossa Senhora de Guadalupe. Desta forma, o nome do Seminário carrega o título da Virgem Maria.

“Para mim, é uma alegria poder vivenciar mais um ano de reinado de Guadalupe em Ourinhos como pároco deste Santuário. Um momento importante na minha vida como sacerdote e para toda a nossa comunidade. Com toda certeza, vamos celebrar cada dia da novena com muito fervor do Espírito Santo e celebrar a Rainha Eterna e Efetiva de Ourinhos. Viva Nossa Senhora de Guadalupe”, comenta o pároco Bennelson.

Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe

No dia 2 de maio de 1954, foram dados os primeiros passos da Igreja com o lançamento da pedra fundamental por Dom Frei Henrique Gollard Trindade, Bispo de Botucatu. Os projetos seguiam em direção da construção da Igreja ao lado do Seminário. O motivo seria pela facilidade de realizar orações e celebrações para os pais e seminaristas Josefinos (quem faz parte dos Oblatos de São José), bem como para as famílias que moravam ao redor.

O Bispo da época, da Diocese de Botucatu. Foto: arquivo pessoal
O Bispo da época, da Diocese de Botucatu. Foto: arquivo pessoal

Naquela fase, o município vivia o seu auge do crescimento. E só havia uma única Paróquia na cidade, a Matriz do Senhor Bom Jesus. O Bispo Dom Frei criou a segunda Paróquia, assinou a documentação no dia 12 de dezembro de 1957, dia da festa de Guadalupe.

A instalação da Paróquia foi no dia 27 de abril de 1958 e foi realizada uma solenidade especial com a presença do Bispo, dos padres Oblatos e dos leigos em geral. Um dia festivo, intenso e celebrativo organizado pelo Provincial da congregação e o Padre Bernardino Baccolo, o primeiro Pároco (padre líder da igreja) da segunda Paróquia ourinhense.

Em 2000, pela comemoração do Jubileu do nascimento de Jesus Cristo, o Bispo Dom Salvador Paruzzo, autoridade bispal da Diocese de Ourinhos de 1998 até 2021, atualmente é emérito, foi quem declarou a Paróquia como Santuário Nossa Senhora de Guadalupe no dia 10 de dezembro. A documentação foi divulgada para a comunidade em uma celebração da festa em honra à Guadalupe.

Rainha de Ourinhos

No ano de 1960, o Padre Duilio Liburdi, pároco da época, foi quem iniciou uma movimentação para que Nossa Senhora de Guadalupe fosse a Rainha de Ourinhos. O sacerdote organizou um abaixo-assinado e conquistou a assinatura de 24 mil pessoas. Além de uma campanha para a população doar suas peças de ouro para a confecção de uma coroa. Curioso é que a coroa utilizada até no tempo presente é a original.

No dia 12 de dezembro de 1961, Guadalupe foi coroada como Rainha de Ourinhos. O Monsenhor Silvio Maria Dário foi o responsável por benzer a coroa e receber o abaixo-assinado, representando o Bispo. O prefeito daquele período era Antônio Luiz Ferreira, pessoa que elegeu de modo oficial Guadalupe como Rainha Eterna e Efetiva da cidade com o decreto 257 e fez, de forma solene, a consagração do município à Nossa Senhora.

O Decreto impresso em banner que é exposto para toda a comunidade no Santuário. Foto: Pascom Santuário Guadalupe.
O Decreto impresso em banner que é exposto para toda a comunidade no Santuário. Foto: Pascom Santuário Guadalupe.

Em novembro de 2021, o vereador Gil Carvalho requereu que o decreto fosse legitimado como Lei Municipal. A vitória foi conquistada e desde o dia 30 de novembro Guadalupe é Rainha Eterna e Efetiva de Ourinhos por LEI. Além da data 12 de dezembro ser reconhecida como parte do calendário anual do município com o nome de “Dia Municipal de Nossa Senhora de Guadalupe”. Que Nossa Senhora de Guadalupe, reine no coração de todos os seus filhos e continue a interceder eternamente por todos nós!

Padre Antonio Gerolomo, pároco do Santuário de 2018 a 2021, com o vereador Gil Carvalho e a Lei Municipal em mãos. Foto: arquivo pessoal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *