CHAMDO, RESPOSTA, CORAGEM: A VOCAÇÃO DO POSTULANTE MICHAEL NILO DE MELO

Nestes parágrafos, tentarei descrever meu itinerário vocacional até o presente, destacando os aspectos mais marcantes que ajudaram a conhecer-me melhor e, neste momento, a decidir-me pela experiência do encontro vocacional na Congregação dos Oblatos de São José.


Sou Michael Nilo de Melo, filho da Marlene Gonçalves dos Reis e de Ronilson Ferreira de Melo. Nasci em Mauá, São Paulo, aos três de junho de 1994. Quatro anos depois, meus pais decidiram mudar-se para Minas Gerais.
Minhas raízes mais sólidas apoiam-se em um lar católico, no qual a fé cristã é vivida e transmitida, geração em geração. Durante a infância, minha mãe sempre me levava para igreja e, em casa, era instruído a fazer orações. No entanto, na adolescência afastei-me desse caminho.


Aos 16 anos, eu e minha mãe mudamos para Iapu-MG, onde concluí o Ensino médio. Em meio às novas amizades, tanto na escola quanto no esporte, que foram fulcrais para firmar os laços e as raízes na nova cidade. Assim, após ser convidado a participar da vida da Igreja, iniciei minha participação em um Grupo de Jovens, como também em outros movimentos da Paróquia, iniciando uma caminhada de fé.


Daí em diante, comecei não somente a participar, mas também a servir, como por exemplo, como catequista. Nesse movimento, fui sentindo vontade de dedicar-me ainda mais a Deus, alimentando em mim o desejo de conhecer melhor o sacerdócio.

Manifesto meu carinho, estima e profunda gratidão pelo carinho, de meus paroquianos, pelo generoso apoio e motivação, pelo que sou imensamente grato, obrigado! E ainda, meu amor e louvor aos meus familiares, excelsas dádivas com as quais o Senhor me presenteou!


Tangentemente, a Congregação dos Oblatos de São José me possibilitará vivenciar uma ascese nas cinco dimensões do processo formativo, espiritual, intelectual, humana afetiva, missionária e comunitária, uma busca de forma ininterrupta pela santidade. Itinerário este que me sinto muito feliz e realizado dentro do meu processo de discernimento vocacional, digo mais valeu e vale a pena estar onde estou tentando realizar à vontade Deus em minha vida na imitação a São José.


A partir deste lacônico sobre meu itinerário vocacional, São José Marello nos diz “vale a pena empenhar a vida por Cristo”, gostaria de fazer o convite para o caríssimo leitor deste texto a refletir sobre sua vocação, discernir sobre o chamado de Deus, porque todos nós somos chamados a vivenciar uma vocação específica, quer trilhar este caminho de discernimento? Entre em contato conosco, e venha viver o mistério de Cristo como viveu São José.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *