A comunidade do Santuário Nossa Senhora de Guadalupe, Ourinhos-SP, coroa a Rainha do município

Com a utilização de elementos da natureza, a coroação relembrou a importância da Maria na história da humanidade

Por Juliana Neves – Coordenadora Pascom Santuário Nossa Senhora de Guadalupe, Ourinhos-SP.

Mais um dia 12 de dezembro, mais uma celebração em honra à Nossa Senhora de Guadalupe, a Rainha de Ourinhos. Depois de nove dias de muita oração, uma novena cheia de Fé e do Espírito Santo, o Santuário coroou a imagem de Guadalupe no dia da padroeira.

A novena foi iniciada no dia 3 e finalizada no dia 11 com o tema geral “Há 65 anos caminhando com a Virgem de Guadalupe, mãe de Jesus e nossa mãe”. Em cada dia, o padre presidente da celebração era um convidado da Diocese de Ourinhos. Entre eles estavam o padre Marcio Antoni Martignoni (Paróquia São Pio X), padre Renan Assumpção (Paróquias São João Batista e São Luiz Gonzaga), padre Daniel Ayala Nunez (Paróquia São Francisco de Assis), padre Roque Navarro (Paróquia São José), padre João Marcos (Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro) e Frei Cezar Gonçalves (Paróquia Santo Antônio). Além do padre Bennelson da Silva Barbosa e padre Geraldo Alvarenga, pároco e vigário do Santuário.

Padre Bennelson em encerramento da novena. Foto: Pascom Santuário Guadalupe

Já no dia 12, o espaço religioso começou a ser decorado já na parte da manhã, em uma parceria Colégio Bagozzi Ourinhos e os leigos do Santuário. A Igreja estava toda decorada com a temática de floresta. Para isso, foi necessária a utilização de palmeiras, samambaia, muitas flores e muito da cor verde para simular árvores e outros elementos da natureza. Algo que fez surgir diversos comentários positivos, elogios, sobre relembrar o monte Tepeyac, local onde São Juan Diego viu a Virgem de Guadalupe.

Decoração de floresta com muita folhagem. Foto: Pascom Santuário Guadalupe

Neste dia, o padre celebrante foi o Mauro Negro, provincial dos Oblatos de São José (OSJ), com o padre Bennelson, padre Geraldo, padre Renan Assumpção e o diácono Lucas Raul-OSJ. A Santa Missa começo às 19h30 e seguiu todo o ritual da maneira que deve ser. As grandes emoções na noite foram presenciadas no momento do ofertório, com as pessoas oferecendo os presentes à Nossa Senhora, e ao fim, na encenação da coroação.

Portanto, o tema da coroação de 2023 foi “Maria e a criação”. Os jovens, catequese e Coroinhas e Acólitos, as turmas responsáveis em planejar e executar este momento de honra à titulação Guadalupe, proporcionaram reflexões ao público presente ao mostrarem a história da humanidade, desde Eva até a escolha de Maria em ser a mãe do Salvador. Afinal, Maria representa uma nova mulher que restaurou a humanidade, sendo o ventre escolhido para gerar aquele que é o caminho, a verdade e a vida.

Representação de Guadalupe durante a encenação da coroação. Foto: Pascom Santuário Guadalupe

Desta maneira, com borboletas no local, simulando um voo, bem como a decoração propícia, a coroa entrou pelo corredor central e o pároco foi quem carregou o objeto até a imagem de Guadalupe. Uma ação em que revelou que ele seria o responsável em coroar a mãe do céu. Logo em seguida, as crianças, vestidas de animais, distribuíram aleatoriamente botões de rosas para a assembleia.

O auge da noite do dia 12 de dezembro. Foto: Maria Eduarda Molica

Com muita criatividade, cor e natureza, a coroação de 2023 plantou uma semente do bem no coração de cada pessoa presente. “A novena deste ano foi singular e especial, muitas pessoas envolvidas e a liturgia carregada de significado para abrilhantar ainda mais este período tão aguardado no ano inteiro. E coroar a imagem de Guadalupe, para mim, é uma grande alegria, um dia que marcou a minha história como padre e pároco deste Santuário”, finaliza padre Bennelson.

Por Juliana Neves – Coordenadora Pascom Santuário Nossa Senhora de Guadalupe, Ourinhos-SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *