POSTULANTES DOS OBLATOS DE SÃO JOSÉ INGRESSAM NA ETAPA DO NOVICIADO

Da esquerda para direita: noviço Sérgio Quini, Padre Marcelo Ocanha e noviço Luan Viégas. Foto: Pascom Paróquia São José Operário
Da esquerda para direita: noviço Sérgio Quini, Padre Marcelo Ocanha e noviço Luan Viégas. Foto: Pascom Paróquia São José Operário

A vida religiosa consagrada é, para a Igreja, o que uma flor é para um jardim, que traz cores e vida ao ambiente. Esta mesma traz em si a beleza da entrega total a Deus e aos irmãos. E naturalmente, assim como na vida cotidiana de quem caminha em direção a algo e/ou alguém, encontra neste caminho obstáculos a serem superados e vias a serem percorridas. De igual modo, na caminhada vocacional se faz esse mesmo processo.

Cada passo a seu tempo, e cada etapa deve ser vivida de maneira corajosa, confiante, fiel e humilde n’Aquele que chama a cada um pelo nome. Os toques de Deus na vida e vocação de cada um são sempre presentes, e conduzem a realidade sobrenatural do amor de Deus. Percebendo tais sinais após um período de busca, encontro, escuta e resposta, e com aprovação dos superiores, mais um “Sim” foi dado a Deus.

Assim, no dia 10 de fevereiro de 2024, em Cascavel, PR, Luan Carlos Costa Leite Viégas e Sérgio Giocondo Quini, na presença do Padre Provincial Mauro Negro, OSJ, do mestre dos noviços Padre Marcelo Rodrigues Ocanha, OSJ, juntamente com outros Religiosos e Padres Oblatos, ingressaram no ano canônico do noviciado.

Durante todo o ano do noviciado os jovens deverão conhecer profundamente a vocação divina e, num sentido mais específico, a vocação própria dos Oblatos de São José. Além disso, com o auxílio do mestre, eles deverão ser levados a cultivar as virtudes humanas e cristãs pela oração, abnegação de si próprios, leitura; bem como a meditação das Escrituras Sagradas e a vivência dos sacramentos, conforme os ensinamentos de São José Marello, seu fundador.

Enfim, sabendo que a caminhada está apenas no início, tais jovens citados anteriormente, em atitude de fé, silêncio e escuta, confiando nas mãos de Deus e da congregação dos Oblatos de São José, para viverem este ano que os introduzirá na vida religiosa consagrada, e ao final do ano assumirão a vida consagrada, que os inserirá na família religiosa fundada por São José Marello. Rezemos por esses jovens que querem servir mais de perto o Cristo, e roguemos a Deus que proporcione a graça da coragem, do entusiasmo, da firmeza e fidelidade neste ano e nas suas caminhadas vocacionais.

Por Luan Carlos Viégas
Noviço dos Oblatos de São José

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *