Como discernir a vocação sacerdotal

A vida sacerdotal não é uma escolha, é antes um chamado. Logo, para discernir essa vocação é preciso muita oração. A vocação sacerdotal é uma graça divina destinada a alguns pelo próprio Deus. Então, entenda como discernir a vocação sacerdotal.

Existem alguns sinais que podem lhe ajudar a observar em sua própria vida e que podem te ajudar nesse processo de discernir a vocação sacerdotal. 

Mas, antes de falarmos sobre isso, convém uma breve reflexão sobre tal chamado e o seu papel na Igreja. Portanto, vamos conhecer um pouco mais sobre o sacerdócio!

Deus, em Sua misericórdia, escolhe alguns homens para servi-Lo em meio ao Seu povo como pastores. Desse modo, eles devem guiar e orientar os filhos de Deus à luz do Evangelho e na vivência dos sacramentos. 

“Deus vive, e precisa de homens que vivam para Ele e O levem aos outros”, assim se expressou o Papa emérito Bento XVI numa carta dirigida aos seminaristas, em 2010. 

Então, o sacerdote, padre ou presbítero – essas são as denominações para quem é vocacionado ao sacerdócio –  tem a autoridade de perdoar os pecados, ungir os enfermos e celebrar a Eucaristia.  

Será que sou vocacionado ao sacerdócio? 

Como dito anteriormente, existem alguns sinais em seu interior que te ajudam a discernir a vocação sacerdotal. Por isso, uma observação de si mesmo pode ser de grande ajuda nesse processo.

Mas, o que devo observar? Quais são esses sinais?

Primeiramente, você precisa pedir ao Espírito Santo que te ajude a descobrir a verdade sobre si mesmo. Portanto, é necessário buscar se conhecer como Deus te conhece. Então, olhe para si mesmo a partir dos olhos de Deus.

Vamos então aos sinais que podem indicar a vocação sacerdotal e te ajudar a discernir. Primeiro, faça alguns questionamentos para si mesmo:

  • Tenho aprofundado minha espiritualidade? 
  • Gosto de me dedicar à oração? 
  • Procuro instruir-me acerca das questões da fé?
  • Tenho amor pelos sacramentos? 
  • Procuro vivê-los com intensidade? 
  • Tenho aproveitado as graças que posso alcançar com o sacramento da confissão e da sagrada Eucaristia?
  • Carrego dentro de mim o desejo de servir? 
  • Preocupo-me mais com as necessidades do outro do que com as minhas próprias?
  • Dedico-me mais à Igreja do que aos meus compromissos pessoais?
  • Sou chamado à vida celibatária? 

Como discernir a vocação sacerdotal em 4 passos 

Discernir a vocação sacerdotal é um processo demorado. Logo, não adianta ter pressa e querer uma confirmação de maneira instantânea. O caminho é longo, exige paciência e confiança na Providência Divina.

Mas, para te ajudar nesse processo, veja algumas dicas.

1. Tenha vida de Oração

Se você está se questionando como discernir a vocação sacerdotal, é provável que já compreenda o valor da oração. 

Portanto, procure se aproximar cada vez mais de Deus por meio desse diálogo, colocando a sua vida à disposição do Senhor. 

Santo Afonso Ligório já dizia: “Devemos rezar para saber o que Deus quer de nós e lhe pedir sua ajuda para cumprir a Sua vontade”. 

2. Busque a Direção Espiritual

Inicialmente, procure o auxílio de um padre para discernir a vocação sacerdotal. Ele será para você a voz do próprio Deus a te orientar. 

Logo, o diretor espiritual vai te ajudar a identificar o desejo do Senhor para a tua vida. 

3. Conviva com os sacerdotes 

Aproxime-se mais do sacerdote da sua paróquia ou de algum outro padre que você conheça e simpatize. Desse modo, procure criar um vínculo de amizade sincera. 

Se um amigo pode nos ajudar a enxergar mais claramente os fatos, um amigo sacerdote muito mais poderá clarear a visão sobre a vocação sacerdotal. 

4. Sirva aos necessitados

No serviço ao próximo nos assemelhamos a Deus. O próprio Cristo nos indicou que assim devemos agir quando disse: “Sede misericordiosos para com os outros, assim como vosso Pai é misericordioso para convosco” (Lucas 6,36).
Ao servir os necessitados você terá uma pequena amostra de como será a sua missão se o Senhor te chamar ao sacerdócio. 

4 thoughts on “Como discernir a vocação sacerdotal”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *